Acesso Rápido

“A mensagem de Fátima é uma mensagem de esperança e um apelo à confiança, a vencermos os nossos medos”

Pe. Carlos Cabecinhas presidiu à eucaristia dominical no Recinto de Oração do Santuário de Fátima

 O Recinto de Oração do Santuário de Fátima acolheu esta manhã a eucaristia dominical, presidida pelo Pe. Carlos Cabecinhas.

O Reitor, baseando-se na liturgia apresentada, falou das “muitas coisas que nos metem medo”.

“Temos medo de nos expormos, ao confessarmos a nossa fé, temos medo do que os outros podem pensar e dizer de nós, temos medo de não sermos aceites pelos outros”, disse.

Na atual situação de pandemia, “temos medo da doença, medo dos outros, que nos podem contagiar, medo da crise que se vislumbra e da qual já sentimos os efeitos”, considera, lembrando ainda que “o que tínhamos por seguro e inabalável aparece, agora, posto em causa, o que nos provoca insegurança e nos deixa assustados e temerosos em relação ao presente e ao futuro… E não há nada que paralise tanto como o medo”.

No entanto, segundo Jesus Cristo, “só devemos temer o que nos afasta de Deus e da comunhão com Ele, e Jesus reforça estas exortações, convidando à confiança porque só a confiança nos permite vencer o medo”.

“Da exortação a não temer, nasce a confiança de quem reconhece a presença atuante de Deus na sua vida, na sua história pessoal e na história do mundo em que vivemos” e deste modo “a confiança é uma dimensão fundamental da fé: ter fé é confiar em Deus”.  

O Reitor alertou os peregrinos para o facto de que “Quem acredita, não só confia naquele em que acredita, como acredita porque confia”.

“Esta exortação a não temer e a confiar, está presente também desde o início dos acontecimentos de Fátima”, recorda o Pe. Carlos Cabecinhas.

Na primeira aparição do Anjo aos Pastorinhos, em 1916, o Anjo diz-lhes: “Não temais! Sou o Anjo da Paz”. Na primeira aparição de Nossa Senhora, em maio de 1917, começa por tranquilizá-los, dizendo: “Não tenhais medo”. Na aparição de junho, este “não temer” vem expresso numa mais extensa exortação à confiança, que Nossa Senhora dirige à Lúcia: “Não desanimes. Eu nunca te deixarei. O meu Imaculado Coração será o teu refúgio e o caminho que te conduzirá até Deus”.

Deste modo “a mensagem de Fátima é fundamentalmente uma mensagem de esperança e, por isso, um apelo à confiança, a vencermos os nossos medos”.

Em Fátima, “Nossa Senhora veio convidar os pequenos videntes e vem convidar-nos a nós a reconhecer a presença de Deus no nosso mundo e nas nossas vidas e se Deus está presente nada temos a temer”, afirmou o sacerdote.

O retomar das celebrações, no caso também do Recinto de Oração do Santuário de Fátima, tem acontecido com o respeito integral das regras de segurança e distanciamento social. Embora sendo um espaço ao ar livre, os peregrinos têm mantido o uso da máscara e preservado o distanciamento físico entre si, seja durante as celebrações seja durante as visitas aos espaços de culto, oração ou museológicos, respeitando as indicações dos inúmeros acolhedores com que o Santuário conta para o acolhimento diário dos que peregrinam a Fátima.

COMPARTILHE

Sobre santuario

Santuário Nossa Senhora de Fátima. Av. Almirante Barroso 1363 Cep.: 68900.040 - Santa Rita Contato: (96) 3222-0963/ (96) 99146-2700 Email: santuarionsfatima.mcp@hotmail.com

Comente

Seu email nao sera publicado. Campos marcados so obrigatorios *

*

x

Checado

“Hoje precisamos mais de testemunho do que do Evangelho impossível”, diz Papa

No Altar da Cátedra de São Pedro e na presença de cerca ...