Acesso Rápido

A dieta da mãe influencia na composição do leite materno?

Eu preciso ter uma dieta perfeita enquanto amamento? Você não precisa ter uma dieta perfeita para produzir um leite de qualidade para seu bebê. De fato, pesquisas mostram que a qualidade da alimentação da mãe tem pouca influência no leite materno. Ainda assim, basta seguir o bom senso. Que leite poderia ser mais adequado para seu bebê? O leite materno é projetado para prover todos os nutrientes que o bebê precisa, para seu crescimento e desenvolvimento adequado. Além disso, protege o seu bebê contra doenças. Mesmo se uma dieta deixa a desejar, afeta mais a própria saúde da mãe do que o bebê amamentado.

Muitas mães têm a falsa ideia que amamentação é uma “prisão”, pois não podem comer o que querem nem podem tomar o cafezinho de que tanto gostam, mas isso não é verdade. Pouquíssimo desses alimentos passam para o leite materno, que não afeta a qualidade do leite. Assim, a palavra-chave é equilíbrio. Se limitarmos uma mãe lactante de comer ou beber coisas de que ela gosta, realmente, amamentar pode se tornar algo limitante. A amamentação é para ser algo leve, gostoso, e não uma obrigação.

Cabe uma observação importante: não incluo, aqui, os bebês com alguma alergia alimentar, pois se o bebê tem alergia à proteína do leite de vaca, por exemplo, a mãe deve ter uma alimentação com restrição de leite e derivados. Entretanto, o diagnóstico médico é que nenhuma mãe deve tirar o leite da sua dieta por conta própria por causa de “cólica” no bebê.

A qualidade do leite materno

Estudos mostram que a mãe que amamenta se alimenta melhor, tem hábitos mais saudáveis, o que é bom para a mamãe e para o bebê! Entretanto, isso não é uma condição para manter a qualidade do leite ou um bom estoque de leite. Embora não seja nem um pouco recomendado, uma mãe pode ter uma dieta com “junk food” (comida ruim) e ainda assim produzir um leite de qualidade para seu bebê.

Atenção! Uma alimentação ruim pode ter falta de vitaminas e nutrientes importantes para a própria mãe! (O seu corpo reservará as vitaminas e nutrientes para o leite materno).

Existe algum alimento que devo evitar enquanto estou amamentando?

– Nenhum alimento deve ser evitado simplesmente porque você amamenta. A recomendação é que a mãe coma o que ela costuma comer, sem restrições, mas com qualidade. Qualquer restrição alimentar deve ser orientada pelo médico ou nutricionista, e realizar o diagnóstico de alergia alimentar é imprescindível.

– Existem alguns alimentos que costumam dar mais gases do que outros em qualquer pessoa. Se você sabe que determinado alimento lhe é indigesto, você irá, naturalmente, evitá-lo. Dessa forma, se houver alguma reação óbvia do bebê com alguma comida que você ingeriu, procure evitar, mas não precisa suspender completamente, a não ser que seja alergia alimentar.

– Recomenda-se que restrinja a quantidade de cafeína e álcool, mas, raramente, é necessário eliminá-los totalmente.

– Algumas proteínas dos alimentos, como leite de vaca, podem passar para o leite materno. Se existe alguma história de alergia alimentar na família, converse com o seu médico sobre restrições alimentares.


Eu preciso ter uma dieta perfeita enquanto amamento? Você não precisa ter uma dieta perfeita para produzir um leite de qualidade para seu bebê. De fato, pesquisas mostram que a qualidade da alimentação da mãe tem pouca influência no leite materno. Ainda assim, basta seguir o bom senso. Que leite poderia ser mais adequado para seu bebê? O leite materno é projetado para prover todos os nutrientes que o bebê precisa, para seu crescimento e desenvolvimento adequado. Além disso, protege o seu bebê contra doenças. Mesmo se uma dieta deixa a desejar, afeta mais a própria saúde da mãe do que o bebê amamentado.

Muitas mães têm a falsa ideia que amamentação é uma “prisão”, pois não podem comer o que querem nem podem tomar o cafezinho de que tanto gostam, mas isso não é verdade. Pouquíssimo desses alimentos passam para o leite materno, que não afeta a qualidade do leite. Assim, a palavra-chave é equilíbrio. Se limitarmos uma mãe lactante de comer ou beber coisas de que ela gosta, realmente, amamentar pode se tornar algo limitante. A amamentação é para ser algo leve, gostoso, e não uma obrigação.

A dieta da mãe influencia na composição do leite materno?

Foto ilustrativa: Yin Yang

Cabe uma observação importante: não incluo, aqui, os bebês com alguma alergia alimentar, pois se o bebê tem alergia à proteína do leite de vaca, por exemplo, a mãe deve ter uma alimentação com restrição de leite e derivados. Entretanto, o diagnóstico médico é que nenhuma mãe deve tirar o leite da sua dieta por conta própria por causa de “cólica” no bebê.

A qualidade do leite materno

Estudos mostram que a mãe que amamenta se alimenta melhor, tem hábitos mais saudáveis, o que é bom para a mamãe e para o bebê! Entretanto, isso não é uma condição para manter a qualidade do leite ou um bom estoque de leite. Embora não seja nem um pouco recomendado, uma mãe pode ter uma dieta com “junk food” (comida ruim) e ainda assim produzir um leite de qualidade para seu bebê.

Atenção! Uma alimentação ruim pode ter falta de vitaminas e nutrientes importantes para a própria mãe! (O seu corpo reservará as vitaminas e nutrientes para o leite materno).

Existe algum alimento que devo evitar enquanto estou amamentando?

– Nenhum alimento deve ser evitado simplesmente porque você amamenta. A recomendação é que a mãe coma o que ela costuma comer, sem restrições, mas com qualidade. Qualquer restrição alimentar deve ser orientada pelo médico ou nutricionista, e realizar o diagnóstico de alergia alimentar é imprescindível.

– Existem alguns alimentos que costumam dar mais gases do que outros em qualquer pessoa. Se você sabe que determinado alimento lhe é indigesto, você irá, naturalmente, evitá-lo. Dessa forma, se houver alguma reação óbvia do bebê com alguma comida que você ingeriu, procure evitar, mas não precisa suspender completamente, a não ser que seja alergia alimentar.

– Recomenda-se que restrinja a quantidade de cafeína e álcool, mas, raramente, é necessário eliminá-los totalmente.

– Algumas proteínas dos alimentos, como leite de vaca, podem passar para o leite materno. Se existe alguma história de alergia alimentar na família, converse com o seu médico sobre restrições alimentares.

Leia mais:
::Choro do bebê: como identificar e quando se preocupar
::Bíblia para crianças: em cada fase, um jeito novo de semear
::Qual o papel evangelizador da família?
::Baixe o aplicativo da Canção Nova e tenha acesso a todos os conteúdos do portal cancaonova.com

– Qualquer bebê pode reagir a um alimento em particular, embora isso seja raro. Se o bebê tem uma reação óbvia e imediata a determinado alimento, converse com o pediatra sobre possível alergia alimentar. Mas calma! Nem toda cólica, choro ou gases é alergia alimentar. O diagnóstico pode ser feito somente pelo médico.

Fazer uma mãe pensar que deve manter uma dieta perfeita para poder amamentar seu filho é criar uma barreira desnecessária à amamentação. Ao mesmo tempo, a amamentação gera um senso de responsabilidade que faz toda a família se alimentar melhor. Boa amamentação!

Heda Cristina Bilard – Canção Nova

Sobre santuario

Santuário Nossa Senhora de Fátima. Av. Almirante Barroso 1363 Cep.: 68900.040 - Santa Rita Contato: (96) 3222-0963/ (96) 99146-2700 Email: santuarionsfatima.mcp@hotmail.com

Comente

Seu email nao sera publicado. Campos marcados so obrigatorios *

*

x

Checado

Feira Bíblica 2019

Feira Bíblica 2019